sexta-feira, 15 de março de 2013

Empossado novo Juiz de Caxias

O Presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA), desembargador Antonio Guerreiro Júnior, deu posse nesta sexta-feira (15) aos juízes Paulo de Assis Ribeiro e Marcela Santana Lobo, respectivamente, na 2ª Vara de Caxias (entrância intermediária) e em Morros (entrância inicial).

Auxiliares da Presidência, os dois magistrados receberam série de elogios pelo resultado e qualidade das tarefas a eles confiadas.

"Ambos desenvolvem excelente trabalho no Judiciário estadual. Paulo de Assis, como coordenador do Núcleo de Planejamento Estratégico (NPE), contribuiu de forma significativa para que o TJMA saltasse do 26º ao 4º lugar do país em menor congestionamento processual", observou o presidente do TJMA.

Sobre o trabalho da juíza Marcela Lobo, que também integra o NPE, o desembargador lembrou a participação da magistrada em mutirões do "Pauta Zero", projeto que atende comarcas e varas com congestionamento processual, e que deu início na Corregedoria Geral de Justiça. "Marcela, desde o começo estava atenta a esse projeto. A Justiça do Maranhão só tem a agradecer", completa o desembargador.

ESTRATÉGICO - Na magistratura desde 30 de março de 2006, Paulo de Assis Ribeiro, passou por mais de 15 comarcas do Estado como juiz substituto. Em 2008, foi titularizado em Arame, depois removido para Mirinzal e, por último, para Guimarães. Em 2012, começou a desempenhar a função de coordenador do NPE.

Com relação às metas atingidas pela Justiça estadual, ele enfatiza que só foram possíveis devido ao comprometimento dos juízes maranhenses na prestação jurisdicional e ao desempenho dos servidores aliado ao modelo de Gratificação por Produtividade Judiciária (GPJ). "Temos os melhores juízes do país", acredita.   

Paulo de Assis deixa Guimarães com pouco mais de 300 processos e produtividade positiva - a comarca é vencedora por duas vezes consecutivas da GPJ. Em Caxias, pretende conhecer a comunidade e estruturar plano para reduzir o estoque de processos. "Hoje, a 2ª vara de Caxias tem aproximadamente 3.500 processos. A minha meta é, em um ano e meio, baixá-los para menos de 2.500", afirma.

Removida pelo critério de merecimento, Marcela Lobo iniciou carreira como juíza titular em Cedral, em 2009. Deixou a comarca saneada e com produtividade positiva de 138%, segundo dados da Corregedoria Geral da Justiça. Atualmente, Cedral possui cerca de 600 processos em tramitação.

Em Morros - comarca com cerca de 3.000 processos - Marcela Lobo pretende continuar o método de trabalho anterior e valer-se da experiência adquirida. Organizou reuniões com servidores da nova comarca, que segundo a juíza, estão muito empolgados e participativos.

"Mudar a dinâmica, reduzir o tempo de tramitação dos prazos processuais, dar uma resposta jurisdicional mais rápida, alinhar a atividade das comarcas às novas metas da gratificação, de maneira a permitir que os servidores possam realizar essas metas e eventualmente serem premiados no final e se alinhar às metas do CNJ, são os nossos objetivos", aponta.

Participaram da solenidade o juiz auxiliar da presidência, José Nilo Ribeiro Filho, a promotora do Ministério Público de Guimarães, Maria Carneiro Lima, a servidora do NPE, Maysa Lima, e a diretora-geral do TJMA  Sumaya Heluy (que leu os atos de posse). Pedro Marcelino Lobo (pai), Irailde Ribeiro de Santana (mãe) e Suzanne Santana Lobo (irmã) foram aplaudir a conquista de Marcela Lobo.

POSSE

Fonte: TJ/MA