segunda-feira, 2 de julho de 2012

STF tem mais de 4.000 habeas corpus para serem julgados

O STF (Supremo Tribunal Federal) tem pendentes em gabinetes de ministros da corte mais de 4.000 habeas corpus para serem julgados. O número é considerado estratosférico pelos próprios integrantes da corte.

São casos urgentes que versam sobre a liberdade ou a ameaça à liberdade dos réus.

FILA

"A carga de trabalho para o ministro que pega no pesado, que não transfere processos a assessores e juízes, é desumana", diz o ministro Marco Aurélio Mello, que trabalhará em julho. Seu gabinete acumula 747 habeas corpus que aguardam julgamento. Só fica atrás do decano do tribunal, Celso de Mello, com 868. Em terceiro está o gabinete de Joaquim Barbosa, relator do mensalão, com 403 habeas corpus.

PRIMEIRO LUGAR

"E meu gabinete não pode ser considerado lento nem relapso", observa ainda Marco Aurélio Mello. Em 2011, ele foi o ministro que mais decidiu e julgou processos: 7.834. No ano anterior, o campeão foi Joaquim Barbosa, com 8.799 decisões.

Fonte: Folha de São Paulo