sexta-feira, 13 de julho de 2012

Lei municipal em Imperatriz proíbe o uso de 'cerol' nas linhas de pipas

Uma Lei municipal, aprovada recentemente em Imperatriz, proíbe o uso de 'cerol' nas linhas de pipas, muito usadas nesse período de férias escolares. Criada para evitar acidentes e outras situações de risco, a lei está em vigor desde o dia 15 de junho.

O auxiliar administrativo Cleyton Assis sofreu um acidente provocado por uma linha de pipa com cerol. O resultado foi uma cirurgia com 16 pontos no pescoço. “Chegando às proximidades do Conjunto Vitória, no município de Montes Altos, uma linha de pipa com cerol cortou o meu pescoço. Quando eu comecei a aumentar a velocidade da moto fui caindo no chão, logo em seguida, meu pai, que estava vindo mais atrás no carro, me socorreu e me levou para o hospital", contou Clayton.

O juiz da Infância e da Juventude explica como procede a multa para a pessoa que descumprir a nova Lei. “A pessoa será responsabilizada inicialmente com uma multa. Uma multa que a Lei municipal estabeleceu em 50 unidades fiscais do município.

Caso seja uma criança ou adolescente a pessoa flagrada com essa substância, os pais serão responsabilizados com a mesma penalidade. Obviamente o município só poderia prevê esse tipo de punição porque é isso que lhe compete, mas existem outras responsabilidades, por exemplo, uma responsabilidade criminal, porque, muitas vezes, essa prática pode deixar uma lesão grave ou até mesmo levar a morte de determinadas pessoas.

A rede elétrica também é afetada, muitas vezes ficando comprometida e a cidade sem energia", completou Delvan Tavares.

A preocupação para os mototaxistas, que estão expostos a esse tipo de acidente, é que a Lei não esteja sendo fiscalizada. Os profissionais utilizam antenas nas motocicletas como uma medida de segurança para proteger o condutor.

Fonte: G1