segunda-feira, 30 de julho de 2012

Aprovação no VII Exame de Ordem despenca para 12%

Lista de aprovados foi divulgada nesta sexta-feira e dados preliminares indicam que cerca de 13,7 mil já passaram no exame.

Após duas edições com índices recorde de aprovação, o Exame de Ordem voltou a registrar uma queda na reprovação, segundo dados preliminares da 7ª edição calculados pelo iG. Foram aprovados cerca de 13,7 mil (12%) dos 111.910 estudantes e bacharéis em Direito inscritos no último exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Os candidatos podem apresentar recurso a partir deste sábado até as 12h da próxima terça-feira.

Os números finais de aprovação irão aumentar após a análise dos recursos, mas os dados preliminares indicam que serão bem mais baixos do que os do 6º Exame de Ordem, quando foram aprovados 25.912 (25,98%) dos 99.742 candidatos que fizeram a prova da primeira fase. No 5ª exame, a aprovação havia ficado em 24,52% – 26.010 dos 106.086 que participaram da prova foram aprovados.  

Para a segunda fase do 7º Exame de Ordem foram convocados 45.884 candidatos, 41% dos inscritos, índice semelhante ao das edições anteriores, o que significa que os candidatos tiveram uma dificuldade maior nesta etapa. “Identificamos erros técnicos gravíssimos nas respostas-padrão da segunda fase dessa edição do exame”, afirma Darlan Barroso, professor e coordenador dos cursinhos preparatórios para a OAB da Damásio.

De acordo com Barroso, havia um erro na fundamentação jurídica da peça da prova de Direito Civil. Em Empresarial, uma das respostas criava um instituto que não existe no processo civil, aponta. “Ao contrário do 6º exame, que teve gabaritos bem técnicos, algumas áreas do 7º exame tiveram respostas-padrão que pareciam não ter sido elaboradas por especialistas. A OAB tem que ser técnica e deve padronizar a pontuação das estruturas básicas cobradas em todas as áreas”, diz.

Fonte:IG