terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Procon denuncia sites de comércio virtual à polícia

O Procon-SP acionou a polícia para tenta encontrar os responsáveis por 29 sites que receberam reclamações de consumidores e não respondem às tentativas de contato.

A principal queixa dos denunciantes é a não entrega de mercadorias. Diante das reclamações, o Procon tentou entrar em contato por meio do registro oficial das páginas e chegou a enviar correspondências.

Como a maior parte das cartas voltou e não houve sucesso nas tentativas de contato, os nomes das páginas foram encaminhados ao DPPC (Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania). Da lista enviada, 18 sites estão fora do ar e 11 ainda estão funcionando.

"Fizemos o encaminhamento para a delegacia para localizá-los. Se nem o órgão de defesa do consumidor consegue encontrá-los, imagine os consumidores", afirmou o diretor-executivo em exercício do Procon-SP, Carlos Coscarelli.

O diretor não descarta a hipótese de que alguns nomes da lista estejam apenas com o endereço e telefone de contato desatualizados. Segundo ele, isso aconteceu na última vez em que houve um esforço similar por parte do Procon, quando foram enviados dez nomes à polícia. Dois deles atualizaram os contatos e não foram punidos.

Para os outros, segundo Coscarelli, houve abertura de inquérito. A maior parte das páginas foi desativada.

O diretor lembra que os sites de e-commerce são obrigados a divulgar os contatos --inclusive o telefone-- na página.

Consumidores que tiverem problemas e não conseguirem um canal para falar com o site devem comunicar o Procon, que ajudará na busca pelos responsáveis e poderá encaminha-los à polícia caso também não consiga encontrá-los.

OUTRO LADO

A reportagem da Folha tentou contato com os 29 nomes da lista pelo e-mail disponível no registro dos sites. Também tentou pela seção "Fale Conosco" e pelos telefones nas páginas ativas. Até o momento, quase ninguém retornou os contatos.

O site www.foxmegastore.com.br, por mensagem automática, informou que compras feitas por cartão de crédito entre os dias 18 de agosto e 20 de setembro, e que estão em atraso ou foram cancelados, estão sendo estornadas.

O site www.selmarecife.com.br disse que não trabalha com entrega de produtos, "mas liberação de assinaturas para site". Informou ainda que, após confirmação do pagamento "equipe especializada libera as assinaturas de acordo com a ordem de chegada, sendo o tempo variável de acordo com o número de pessoas. A pessoa tem até 15 dias para concordar ou não com nossos serviços, podendo pedir ressarcimento do valor investido, integralmente e sem perguntas", informou. "Ficamos surpresos com tal denúcia, já que fazemos tudo dentro do acordado. Jamais oferecemos algo que não fornecemos". disse.

Já o www.apostilaconcursos.com.br afirmou no início da noite desta terça-feira que não tem nenhum problema, e que o erro estaria em um site de nome similar. O site disse que o Procon errou na divulgação do endereço que teria o problema. A reportagem não conseguiu, após isso, contato com o Procon.

O site www.eletrorezende.com.br afirmou que precisa saber quem são os clientes que se queixaram, já que, disse, já teve problemas com a entrega feita pelos Correios. "Somos uma empresa séria e vendemos em mais de 15 países. Não tempos problemas com nossos clientes", afirmou.

Veja abaixo a lista dos sites:

ATIVOS:

www.apostilaconcursos.com.br
www.celulartablet.com.br
www.creatinauniversal.com.br
www.eletrorezende.com.br
www.forfemmeshop.com.br
www.foxmegastore.com.br
www.leiloesgyn.com.br
www.megabisashop.com.br
www.passagemrapida.com.br
www.seriadostv.net
www.shopbeautynow.com.br

FORA DO AR:

www.analar.com.br
www.cassysbrazil.com
www.cjseletroshop.com.br
www.eletromanaus.com.br
www.extraclube.com.br
www.extralance.com.br
www.ghaleria.com.br
www.gigasuplementos.com.br
www.gocarshop.com.br
www.haneltt.com
www.inforsettecnologia.com.br
www.ippon.com.br
www.leilaodeelite.com.br e
www.goldenlance.com.br
www.mastercellnet.com.br
www.netboxcomputadores.com.br
www.qlojao.com.br
www.selmarecife.com.br
www.shopinet.com.br

Fonte: Folha.Com