segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Presidentes da OAB irão marchar contra a Corrupção

O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e mais doze presidentes de Seccionais da entidade confirmaram participação na Marcha Contra a Corrupção e a Impunidade, que será realizada na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, no próximo dia 12. Foram convidados os 27 dirigentes da OAB em todo o país e os conselheiros federais da entidade a integrar o movimento, que terá entre as suas bandeiras a defesa da manutenção do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) como órgão competente para examinar processos e punir magistrados que desonram a toga. A marcha terá início às 10h, saindo do Museu Nacional rumo à Praça dos Três Poderes.

Já confirmaram presença os presidentes da OAB do Amazonas, Antonio Fábio Barros, Bahia, Saul Quadros; Ceará, Valdetário Monteiro; Distrito Federal, Francisco Caputo; Mato Grosso do Sul, Leonardo Avelino; Pará, Jarbas Vasconcelos; Paraná, José Lucio Glomb; Pernambuco, Henrique Neves Mariano; Piauí, Sigifroi; Rio de Janeiro, Wadih Damous; Rondônia, Hélio Vieira e de Tocantins, Ercílio Bezerra.

O poder de afastar e punir juízes pelo CNJ vem sendo ameaçado pela Ação Direta de Inconstitucionalidade número 4638, ajuizada no Supremo Tribunal Federal (STF) pela Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). A entidade deseja que apenas as Corregedorias dos Tribunais possam punir magistrados que se desviarem da conduta ética exigida para a profissão.

A Marcha será apartidária e dará continuidade à que foi realizada no feriado de 7 de setembro e reuniu 30 mil pessoas na Esplanada. Outras bandeiras que serão defendidas na Marcha é o apoio ao voto aberto e à declaração de constitucionalidade da Lei Complementar 35/10, mais conhecida como "Lei da Ficha Limpa". Em redes sociais como o Facebook mais de 16 mil pessoas já confirmaram presença.

Fonte: Conselho Federal da OAB