domingo, 25 de setembro de 2011

Tribunal de Justiça afasta presidente da Federação Maranhense de Futebol

O Tribunal de Justiça do Maranhão decidiu afastar liminarmente  o presidente da Federação Maranhense de Futebol, Carlos Alberto Ferreira, os quatro vices da FMF, o tesoureiro Emanoel Santos e mais o diretor técnico, Pedro Vasconcelos. O TJ ainda nomeou o presidente do TJD-MA (Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão), Antônio Américo Lobato Gonçalves, para assumir interinamente o cargo. A intervenção terá a duração de seis meses.

O TJ também determinou a busca e apreensão de todos os objetos, documentos, papéis, livros comerciais, computadores e arquivos na FMF e residência de Alberto Ferreira, Emanuel de Jesus dos Santos Sousa (tesoureiro), Josafá Lopes do Nascimento (contador) e Jorge Ferreira (irmão de Alberto Ferreira e secretário geral da FMF), inclusive com arrombamento de portas, móveis e cofres, em caso de resistência de quem quer que seja, com auxílio da força policial, se necessário.

O interventor tomará as providências para realização de novas eleições, preenchimento dos quadros da administração da FMF e mudança do estatuto da entidade. A eleição deverá ser realizada após a conclusão das atividades esportivas em andamento (Copa União e Campeonato Brasileiro Série D). No início da noite de ontem, os oficiais de justiça, Alfredo Batalha e Moacir Monrói, estiveram na FMF para fazer a busca e a apreensão, além da intimação e citação.

Alberto Ferreira não compareceu e nem foi encontrado. Antônio Américo recebeu, assinou e tomou posse, mas o termo de compromisso com o juiz Josemar Lopes Santos (que determinou a ordem), deixou para fazer somente na 2ª feira. Nenhum documento ou material foi levado da FMF, mas tudo ficou sob a responsabilidade do interventor que em seguida, junto com os dois oficiais foram lacrando todos os departamentos, começando pela tesouraria e terminando pela porta de entrada da entidade.

Fonte: Jornal Pequeno