segunda-feira, 18 de julho de 2011

IV Exame de Ordem Unificado da OAB teve nível médio para difícil, dizem alguns professores

Professores de cursinhos especializados afirmaram que a primeira fase do 1º Exame de Ordem da OAB de 2011, realizado neste domingo (17), teve nível médio para difícil.

Para Luiz Flávio Gomes, presidente do curso LFG, quem estudou, passou. "Não foi uma prova fácil, pode-se dizer que foi difícil, mas foi justa. Não tinha pegadinhas. É possível ter um número maior de aprovados", afirmou. Segundo ele, pode-se esperar um nível de aprovação em torno de 25% para a segunda fase ainda baixo, mas maior que em anos anteriores.

Já Marco Antonio Araujo Junior, diretor-pedagógico do Complexo Damásio de Jesus, notou algumas "pegadinhas", principalmente na parte de ética. A redução de questões de cem, na última prova, para 80- ajudou no gerenciamento do tempo.

"[Foi] Uma média de quase 4 minutos por questão. Deu um tempo maior para que o candidato pudesse resolver", afirmou. No entanto, diz, isso não é garantia de aprovação maior. "Acho que vai ter um numero de aprovados menor. Algumas disciplinas vão fazer a diferença."

No total, a OAB recebeu 121.309 inscrições. A seccional com maior número de inscritos é São Paulo, com 27.630 candidatos. Em seguida aparece Minas Gerais, com 13.318 inscrições, e Rio de Janeiro, com 11.066.

Opinião de quem fez a prova

Em Belo Horizonte, os primeiros candidatos a sair consideraram que a prova tinha um nível “razoável”. “As questões estavam com grau médio de dificuldade”, afirmou Dóris Gomes, 29, que acha que se “saiu bem”.

Quem já fez provas anteriores também ficou surpreso com o nível da prova. “Foi dentro do que vi no cursinho”, disse Denísia de Oliveira, 42. Já Rodrigo Monteiro, 23, considerou o exame “muito melhor elaborado”. “[Havia] Questões mais objetivas, enunciados mais curtos”, afirmou. Para ele, a redução no número de questões “ajudou”.

Resultados

A relação de candidatos convocados para a segunda fase está prevista para 25 de julho. A prova prático-profissional acontece em 21 de agosto, das 14h às 19h. Nessa etapa, o candidato deverá elaborar uma peça profissional e responder quatro questões discursivas.

O resultado da segunda fase está previsto para 13 de setembro. A lista final de aprovados deve sair em 4 de outubro. Outras informações podem ser obtidas no edital.

Reprovações

No último exame, foram reprovados 9 em cada 10 bacharéis, o que levou a OAB ao pior resultado da história: apenas 9,74% dos candidatos foram aprovados. O número inclui os treineiros.

No começo deste mês, a OAB divulgou uma lista com as 90 faculdades cujos estudantes de direito se submeteram à última edição do Exame de Ordem, mas não tiveram nenhum candidato aprovado após as duas etapas do exame. O índice representa 14,75% das 610 faculdades que tiveram alunos matriculados na prova. Também foi divulgada a relação de instituições que mais aprovaram alunos: em termos proporcionais e absolutos.

Fonte: UOL Notícias