terça-feira, 14 de junho de 2011

FAMÍLIA INDIANA INTEIRA É CONDENADA À MORTE

Dez membros de uma mesma família foram condenados à morte por um tribunal indiano acusados de matar uma jovem de 18 anos, seu amante e o irmão deste em 2008.

Segundo a agência "Ians", os condenados foram considerados culpados pela morte de Vijaya Pal, de 18 anos, seu amante Udai Pal Singh e um irmão deste, Satyabhan, na localidade de Etah, no estado nortista de Uttar Pradesh.

A sentença foi emitida pelo juiz R. B. Sharma na cidade de Etah, a 400 quilômetros de Lucknow, a capital do estado.

"Ramesh Pal - pai de Vijaya - era contra a relação que sua filha mantinha com Udai Pal. O casal pretendia casar, inclusive fugiram juntos", explicaram fontes da promotoria.

"Mais tarde, quando o casal retornou, Ramesh Pal, com a ajuda de sua família e outros familiares, os mataram a tiros, junto de Satyabhan", acrescentaram.

Treze pessoas compareceram como acusados pelo triplo assassinato, mas uma foi absolvida e duas são menores de idade, por isso que sua possível participação nos crimes compete a um tribunal de menores.

Na Índia, principalmente nas áreas rurais, são frequentes os casamentos arranjados e os pais, em caso de os seus filhos quererem escolher o companheiro, costumam vetar os candidatos de diferentes religiões ou de castas mais baixas.

Se os filhos não atendem a decisão de seus pais, o crime de honra é a medida mais extrema adotada por alguma das duas famílias, para recuperar a dignidade perdida.

Fonte: Site do Terra